A mãe que eu sou

Sou a mãe que compartilhou a cama, que sempre deu muito colo, que beijava, cheirava, amassava as cria.
Sou aquela mãe que sabe que bebes choram, que acordam a noite, que fazem mãnhas, que ficam enjoadinhos no dia de vacina…
Eu nunca tive coragem de deixar chorar sozinho num quarto pra aprender a dormir, pelo contrário, fizemos cama compartilhada com a Isa até ela completar dois anos, depois disso ea ganhou a cama da moranguinho que tanto queria.
Eu dei mamadeira, introduzi alimentos antes dos 6 meses, sai pra passear quando elas tinham uma semana, nunca deixei de fazer nada por conta delas.
Isadora dormiu fora, sem mim, quando tinha apenas 7 meses, e desde então, dorme fora se eu preciso ou se eu peço para os avós ou tios, e não, não sofro por isso.
Aqui os alimentos são normais, nada de orgânicos, são frutas e legumes que compramos na feira e que nós comemos.
Nem sempre os sucos são naturais, muito menos integral, uso os de caixinha mesmo, e sempre nos mesmos sabores, uva ou laranja, pois é o que ela gosta.
Toda sexta feira é dia de miojo, sim, matamos uma fada por semana!
Isadora ganhou seu primeiro chocolate com 11 meses, um pirulito de pascoa, comeu, gostou, mas hoje em dia só come mesmo o chocolate do Kinder Ovo.
Aqui a gente come pipoca, gelatina, bolinho de chuva, bolo, biscoito maisena, brigadeiro e pirulito.
E sabe?
A gente é feliz e saudável, muito diga-se de passagem.
Isadora ama cenoura crua, ama brocolis e couve flor, come vagem, come beterraba, come arroz e se deixar quer levar pepino de lanche da escola, e isso tudo nunca foi imposição!
Faço, coloco na mesa, incentivo, mas se nõa quer não come, simples assim.
Valentina é a que come melhor nessa casa, até hoje, nunca fez cara feia para nada, ate jiló já comeu.
No inicio fazia a papinha dela separado, mas sempre com tempero, alho, cebola, sal e azeite, nunca vi a nega deixar comida no prato.
Hoje com 11 meses ela come a comida da casa, apenas uma vez por semana faço a sopinha da vovó, que é sopinha de macarrão com tudo dentro, todos os legumes e verduras que eu tiver.
Mas se eu não to com saco pra cozinhar, ou se estou fora de casa, vamos de papinha pronta, sim as da nestlé, ela come igual e ficamos todos de pancinha cheia.
Ela não curte muito suco, então as frutas são oferecidas inteiras, sim inteiras…
Ela come uma banana, a maçã eu tiro apenas a casca, a laranja eu tiro a semente, a melancia também, mas ela come tudo, se lambuza e fica feliz.
Mas ela também come gelatina, danoninho, bisnaguinha, bolacha e biscoito polvilho.
Minhas meninas assitem tv, gostam e eu mais ainda hehe, minhas filhas ganham presente no dia das crianças, no natal, no aniversário e no caso da Isa, ela escolhe.
Minhas filhas vão no colo das pessoas, minhas filhas se parecem com o pai, minhas filhas saem com a gente e também ficam com os avós para sairmos só marido e eu.
Isadora tem as unhas pintadinhas, brinca de boneca e eu não incentivo a brincar com coisas de menino, Valentina usa andador, usa chupeta, tomou mamadeira com uma semana e tem saúde de touro!
A mãe que eu sou?
Sou a melhor que posso ser!
Amo, cuidou, me dou, me larguei por elas e não me arrependenro de nada, nadinha mesmo!
O mais importante é o que eu vejo, duas lindas crianças, saudaveis, carinhosas, felizes, educadas, peraltas, faladeiras, bochechas rosadas, um nariz entupido aqui e ali, eu vejo CRIANÇAS!
Que podem comer coisas de crianças, que podem ver desenhos, que podem ter brinquedos para chamar de seus e para lembrar quando forem adultos.
Eu sou a mãe que sempre pensei em ser e que lá no futuro espera apenas ver essas meninas se tornarem mães, e se elas escolherem ser como eu, to feliz!
Para terminar esse post, uma foto das férias, minha mãe com todas as netas, sentada na grama e comendo danoninho…
Se isso não for lembrança de infancia, não for doce, então não sei mais o que pode ser..


3 comentários:

  1. Edilene disse...:

    Nossa como amei este post... vc falou com sabias palavras.
    Senti o amor, o carinho, a atenção que toda criança precisa ter para ser feliz
    E o melhor de tudo sem neuras
    Tá de parabéns Fer, aqui em casa sempre foi assim tb!
    E suas meninas são lindas!!! bjs

  1. eu concordo com vc .... se isso não for lembrança de infância e não for doce não sei o que deve ser ... enfim, mães felizes, plenas e realizadas sem regras, neuras e etc ....

    eu tb sou deste tipo de mãe .... e sou feliz !

    beijos em vc e nas filhotas

  1. Helena Sordili disse...:

    Fe,
    o mais importante é isso: assumir suas escolhas e não pintar um mundo de fantasia para ser aprovado pelos outros...
    beijos
    Lele
    #amigacomenta
    www.eueleeascriancas.com.br

Postar um comentário

COMENTE AQUI